Uma estratégia de migração para a nuvem ou Cloud Migration Strategy é a adoção realizada pelas empresas para mover suas cargas de trabalho de aplicativos existentes no servidor local para a nuvem. As opções de cloud pública se concentram principalmente nos provedores: Amazon Web Services (AWS), Google Cloud Platform (GCP), Microsoft Azure, além de outros provedores de nuvem pública. Em sua maioria as cargas de trabalho se beneficiam das Cloud Migrations, porém nem todas as cargas de trabalho são adequadas para tal.

Para se obter uma migração bem-sucedida é importante priorizar cargas de trabalho para migração, definir o plano de migração correto, desenvolver um piloto, testar e ajustar a estratégia com base nos resultados do piloto.

Através da Cloud Migration é possível identificar e executar a transição mais rápida, de menor custo e menos interrupções do local para a nuvem.

Para que a estratégia de migração de nuvem esteja de acordo com as especificidades de cada organização, é necessário ter conhecimento das metas de negócios e do portfólio de aplicativos que podem fornecer visibilidade do TCO e ROI de realizar uma migração.

Os maiores benefícios da Cloud Migration Strategy são:
. Economia de custo e tempo
. Modernização tecnológica através de microsserviços e APIs.
. Escalabilidade, permitindo que as empresas atendam à demanda em constante mudança.
. Maior segurança através de análises constantes e bloqueios de tráfego indesejado.
. A acessibilidade, permitindo que os acessos a aplicativos e dados ocorram ​​de praticamente qualquer lugar.

E para que ocorra da melhor maneira as estratégias de migração devem começar através da escolha da melhor arquitetura e das necessidades de cada aplicativo, além de considerar as habilidades disponíveis, orçamento e prazo para atingir os objetivos desejados.

Existem diversos tipos de estratégias de migração, sendo uma delas o Replatform. Este modelo modifica ou substitui certos componentes para aproveitar melhor os recursos do provedor de nuvem.

A VMBears se diferencia no serviço de Replatform porque promove uma versão mais robusta de modernização, com alterações estruturais no código para evoluir os frameworks e a arquitetura utilizada, o resultado disso é a adição de vários benefícios no ciclo de vida da aplicação. Tudo isso preservando as regras de negócio para garantir que não haja necessidade de executar testes funcionais.

Para usufruir das oportunidades da infraestrutura cloud rapidamente, deve-se construir um plano de modernização que leve em consideração a aquisição de benefícios em iterações. A escolha do escopo de cada iteração deve ser pragmática, selecionado aplicações que suportam processos de negócio com aderência. A escolha de ferramentas de apoio a gestão de API’s pode ser necessária.

Para determinar o esforço das iterações, utilizando o histórico de experiência de modernizações passadas, as empresas costumam utilizar arquitetura similares em suas aplicações.

Caso tenha interesse em saber mais sobre o assunto entre em contato conosco. A VMBears tem experiência na modernização de aplicações e podemos auxiliar você também com sua jornada

Entrar em contato